Os  Florais de Bach são um conjunto de 38 remédios, produzidos a partir de flores, por métodos especiais e específicos descobertos entre os anos 20 e 30 do século passado, pelo Dr. Edward Bach, famoso medico, bacteriologista e patologista.

Dr. Bach concebeu o sistema floral com o objetivo de ser, acima de tudo, simples. A princípio poderá parecer assustador, mas qualquer pessoa pode aprender a utilizá-lo.

Como funcionam os remédios florais? 

Cada um dos remédios florais está associado a uma emoção humana básica. Mimulus, por exemplo, representa o tipo de emoção sentida quando estamos ansiosos ou com medo de algo em particular. Tomar esse remédio nos ajudará a ultrapassar nosso medo e a encontrar a coragem necessária para enfrentar esse medo específico.

Atualmente, já sabemos que existe uma relação direta entre o stress e as doenças. Essa relação começou por ser estabelecida por Selye (1976) sugerindo que agentes estressores contribuem para um estado de exaustão do organismo pondo em risco o seu equilíbrio deixando-o mais susceptíveis às doenças. Estados emocionais como medo, ansiedade, falta de sono, tristeza profunda podem provocar um alto nível de stress e comprometer a capacidade do sistema imunológico de proteger o organismo. 

Neste momento de nossas vidas, com a crise que estamos enfrentado relacionada ao Coronavirus muitas dessas emoções podem estar presentes afetando a nossa saúde emocional e, consequentemente o nosso organismo como um todo, deixando-nos mais suscetíveis às doenças.  

A seguir seguem alguns estados emocionais e os florais correspondentes que podem atuar no equilíbrio deles: 

– Resistência às mudanças: Walnut

– Medo de perder bens materiais ou pessoas queridas: Chicory

– Medo de doenças, da morte, medos fóbicos de todos os tipos: Mimulus

– Pânico, perda do senso da realidade: Rock Rose

– Preocupação excessiva com familiares ou pessoas queridas: Red Chestnut

– Irritabilidade, nervosismo: Impatiens

Por Magali Andrêo (farmacêutica magistral e terapeuta de Florais de Bach)